24 de ago de 2015

O título do poema originou-se através de uma música do cantor Marilyn Manson:


 
"The Dope Show"

Em uma trágica festa emocionante.
 
Violetas brancas, róseas bêbadas o beijam.
 
Sentindo a dor / Uivando, à noite.
 
Mas muitas vezes, quando a noite avança.
 
Veem alucinações dentro da noite má.
 
Julgavam ouvir monótonas corujas.
 
Somente a elipse e a arte esculpem mágoas humanas.
 
Chorando e rindo na ironia infausta.
 
Provo o perfume, sem os métodos da abstrusa ciência fria.
 
Na ânsia de um nervosíssimo entusiasmo.
 
Violetas executam a dor de todas essas vidas.

11 comentários:

  1. Olá abençoada semana!!!!!!!!!! Bjkssssssss

    ResponderExcluir
  2. Poema lindo, forte e visceral. Adorei, Alice.

    Beijo.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Terribile e stupendo questo video.

    ResponderExcluir
  4. Olá essa menina! kkk

    Obrigado por ter ido no Sibarita, volte sempre, já estou lhe seguindo!

    O seu texto, bela analogia ao clip do andrógeno Marilyn Manson, ficou da zorra! kkkk

    É isso ai e em frente... kkkkk

    O Sibarita


    ResponderExcluir
  5. Olá Alice

    Vim agradecer a visita e achei tudo muito interessante por aqui...
    Vou ficar e ver um pouquinho mais.
    Espero voltar muitas vezes.

    Lindo poema.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  6. Bonito poema.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. Bonito e intenso poema!!!
    Que tengas un buen día!!! mi g+ para ti!!!:))))

    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderExcluir