13 de ago de 2015

Se a vida é simples, do que eu tenho medo?


Assisti ontem o documentário baseado na vida da atriz Elena Andrade, irmã mais velha de Petra. O filme foi premiado em diversos festivais ao redor do mundo e aclamado pela crítica, considerado uma experiência única no cinema contemporâneo, por extrair de um tema difícil - o suicídio da irmã da diretora Petra Costa.


O documentário aborda temas comuns do cotidiano de inúmeras famílias como a depressão, o suicídio e a aceitação da morte. Petra narra, ao longo do documentário, os sentimentos, sensações e idealizações que Elena tinha de Nova Iorque e da nova vida que começava. 

 [ Elena dormindo abraçada com Petra bebê ]

Ao ouvir os depoimentos de sua mãe e a trilha sonora que acompanha a melancolia de quem perdeu alguém que ama. 

Elena é um documentário que discursa sobre a alma artística e todos os tormentos que a acompanha. Não se torna artista, se nasce. Elena já sabia aos quatros anos de idade que queria ser atriz. Uma artista que tem a necessidade de traduzir o mundo através do seu dom, do seu corpo e da sua fala. Com problemas nas cordas vocais, Elena se viu impedida de fazer aquilo que nasceu pra fazer, e assim seu corpo e sua mente adoeceram.

"Arte para mim é tudo, sem arte eu prefiro morrer. Se eu não consigo fazer arte é melhor morrer".

Cena_Elena_atriz_de verdade_maquiagem
[ Cena da atriz Elena ]

Trilha sonora: Elena " I Turn to Water - Maggie Clifford"


16 comentários:

  1. Olá minha flor
    Este documentário pareceu-me muito interessante. Creio que terei dificuldades de encontrá-lo aqui onde moro mas estou curiosíssima para assistir. Mas acho que vou ficar na vontade rsrsrs
    Beijos e carinhos Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ver se encontro o link para você assistir pela internet, :D
      Um beijo, Gracita.

      Excluir
  2. Hello from Spain: I had not seen this film before. A great proposal.I just discovered your blog and I really like the variety of topics that you publish. Right now I have a blog dedicated to young people and new technologies that I invite you to visit: http://cativodixital.blogspot.com.es/. If you want we kept in touch. I already made me a follower of your blog.

    ResponderExcluir
  3. A vida não é simples...mas a verdade é que muitas vezes nós também a complicamos...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Isa. Nós que complicamos muitas vezes..
      Um beijo,

      Excluir
  4. Não conhecia esse documentário. Parece ser muito interessante.
    Te indiquei para uma tag, depois dê uma olhada.
    Bom final de semana!

    http://www.jj-jovemjornalista.com/

    ResponderExcluir
  5. Pareceu-me interessante ! A maior parte das vezes somos nós que complicamos
    with love, KATE ❤

    ResponderExcluir
  6. Great post! GFC you want to follow and keep in touch?
    let me know and I follow back!kiss ☺

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi falar desse filme, mas ainda o não vi.
    A vida é simples e boa, mas há acontecimentos nela k não compreendo, como sejam as doenças e o sofrimento.

    O vídeo é fantástico. Me transmitiu serenidade e beleza.

    Boa semana, Alice!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Nossa, simplesmente incrível, adorei.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Fiquei bastante curiosa em relação ao documentário! Vou tentar ver!

    Bjxxx

    ResponderExcluir
  10. Nossa!!
    Eu adoro documentários assim, profundos, e tentar entender a tristeza de cada um, todos nosso temos os nossos "monstros"... Quero assistir!

    Bjinhos
    JuJu
    As Besteiras Que Me Contam

    ResponderExcluir
  11. Amo ver documentários, e fiquei mega curiosa para ver esse.
    Beijos
    http://alicetwins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir