Mostrando postagens com marcador Ironia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ironia. Mostrar todas as postagens

24 de ago de 2015

O título do poema originou-se através de uma música do cantor Marilyn Manson:


 
"The Dope Show"

Em uma trágica festa emocionante.
 
Violetas brancas, róseas bêbadas o beijam.
 
Sentindo a dor / Uivando, à noite.
 
Mas muitas vezes, quando a noite avança.
 
Veem alucinações dentro da noite má.
 
Julgavam ouvir monótonas corujas.
 
Somente a elipse e a arte esculpem mágoas humanas.
 
Chorando e rindo na ironia infausta.
 
Provo o perfume, sem os métodos da abstrusa ciência fria.
 
Na ânsia de um nervosíssimo entusiasmo.
 
Violetas executam a dor de todas essas vidas.